Biblioteca CRED-DM - Fundação Rui Cunha

     

 

Um dos objectivos maiores da Fundação Rui Cunha[1], criada a 28 de Abril de 2012, é o de “contribuir para o desenvolvimento da identidade, quer do sistema jurídico da RAEM, individual e autónomo, quer das gentes de Macau e da sua singular cultura, intervindo filantrópica e culturalmente na sua sociedade civil.”[2], criando, apoiando e dando vida ao CREDDM – Centro de Reflexão, Estudo e Difusão do Direito de Macau.

O CRED-DM tem por escopo principal a coordenação de “(...) todos os meios afectos à investigação do Direito de Macau dentro da sua singularidade, de forma a contribuir para a criação, preservação e divulgação da doutrina e jurisprudência da RAEM.[3]

De entre os vários objectivos traçados para este Centro, está a criação e o desenvolvimento de uma biblioteca especializada nas áreas das ciências jurídicas, história e relações internacionais[4].

Na prossecussão desse objectivo, esta biblioteca especializada nasceu com um espólio inicial de 4000 livros, pertença do Senhor Professor Doutor Armando Marques Guedes, 3500 dos quais jurídicos.

Três anos depois, a biblioteca CRED-DM da Fundação Rui Cunha, viu crescer o seu espólio, através de compras e doações, não apenas de livros jurídicos, mas também publicações periódicas, dentro da mesma área, cujas algumas edições, constituem edições próprias deste Centro.

O tratamento biblioteconómico é, presentemente, elaborado por uma técnica de Biblioteca e por uma assistente, as quais são responsáveis pela catalogação, tratamento e acondicionamento dos livros.

A catalogação é elaborada na base de dados KOHA.

A biblioteca conta ainda com o apoio da Dr.a Maria do Céu Oliveira, escolhida como consultora externa do CREDDM através de uma parceria efectuada pela FRC e pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.

Esta parceria incluí, para além da consultoria, a possibilidade de importação das catalogações efectuadas através das bases de dados, assim como do acesso dos utilizadores da Biblioteca da Fundação à base de dados da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, uma das mais antigas e mais prestigiadas bibliotecas jurídicas do mundo.

A biblioteca é de livre acesso e permite aos utilizadores consultarem os livros existentes a partir do website da biblioteca, www.creddm.orgrequisitarem empréstimos ao domicílio, ou, simplesmente, consultarem no local.

Actualmente, o espaço físico onde se encontra a biblioteca é um espaço multiusos, o qual é utilizado amíude para a realização de outras actividades da Fundação, designadamente, conferências, exposições ou concertos de música.

O CRED-DM realiza com regularidade cursos, seminários, colóquios e “actividades de divulgação do direito, especialmente dirigidas aos profissionais da área jurídica de Macau”[5], utilizando quer o espaço físico da biblioteca, quer o mini auditório, localizado no primeiro andar do edificio, o qual possui capacidade para 30 pessoas.

A Biblioteca abre diariamente ao público, entre as 10.00 e as 19.00, encerrando aos fins de semana.

Com uma actualização permanente, a Fundação Rui Cunha, convida todos os curiosos, profissionais forenses e estudantes , a fazerem uma visita às nossas instalações e usufruirem de mais este espaço ao serviço de Macau e das suas Gentes.

Biblioteca CRED-DM da Fundação Rui Cunha, por Macau Mais e Melhor.



[1]Boletim Ofcial n.25 II série  de 20 de Junho de 2012

[2]FUNDAÇÃO RUI CUNHA – Missão [Em Linha]. [Consult. 4 Mar. 2015]. Disponível em http://ruicunha.org/frc/?page_id=98&lang=pt-pt>.

[3]FUNDAÇÃO RUI CUNHA – Missão, Visão e Valores do CREDDM [Em Linha]. [Consult. 4 Mar. 2015]. Disponível em http://www.creddm.org/gp.asp?p=10835171718

[4]FUNDAÇÃO RUI CUNHA – Regulamento do Centro de Reflexão, estudo e difusão do direito de Macau, CREDDM [Em Linha]. [Consult. 4 Mar. 2015]. Disponível em  http://www.creddm.org/gp.asp?p=21845181010

[5]FUNDAÇÃO RUI CUNHA – Missão [Em Linha]. [Consult. 4 Mar. 2015]. Disponível em http://ruicunha.org/frc/?page_id=98&lang=pt-pt>.